Cabreúva - Myroxylon peruiferum

Cabreúva

Árvore com 12 a 26 metros de altura, com tronco de 60 a 80 centímetros de diâmetro. Sua casca é acinzentada e com fissuras. As folhas são compostas pinadas, as flores esbranquiçadas.
Ocorre em quase todo o Brasil, a Cabreúva possui um bálsamo, que é extraído de seu tronco. Chama-se "bálsamo de tolu", usado essencialmente na perfumaria. Tem sido empregado também como aditivo de xaropes para tosse e de produtos para inalação, com propriedades antissépticas e expectorantes. Os índios da Amazônia tem usado sua resina (bálsamo) para abcessos, asma, bronquites, catarro, dor de cabeça, reumatismo, torcicolo e tuberculose.
A espécie também tem bastante aplicação no paisagismo, produz delicadas flores esbranquiçadas, dispostas em ramos. 
Ela costuma florescer de julho a setembro, e a dar seus frutos entre outubro e novembro. 
Tem madeira pesada e dura e apresenta alta resistência ao apodrecimento, é empregada na confecção de mobiliário, revestimentos decorativos, produção de folhas laqueadas e peças torneadas, entre outros usos.