Conheça melhor a Coroa de Cristo


Seu nome científico, Euphorbia millii, foi proposto por Des Moulins em homenagem ao Barão Pierre-Bernard Milius, governador pela França da Ilha de Bourbon, atual Ilha Reunião, que levou algumas destas plantas para o Jardim Botânico de Bordeaux em 1821.

 

Essa planta pertencente ao gênero Euphorbia, consiste em um arbusto perene de até 2 metros de altura, bastante ramificado, com longos ramos contorcidos, providos de numerosos espinhos afiados em forma de agulhas, medindo cerca de 3cm de comprimento. Seu nome é uma homenagem ao Barão Pierre-Bernard Milius, governador pela França da Ilha de Bourbon, atual Ilha Reunião, o qual doou algumas plantas desta espécie para o Jardim Botânico de Bordeaux em 1821. Des Moulins descreveu e publicou esta espécie que apresenta pequenos cachos de flores de coloração vermelha.

O látex dessa planta contém um fluído branco-leitoso, de baixa densidade, que apresenta várias enzimas e alcalóides. Esse líquido pode provocar irritação em contato com a pele e intoxicação se colocado em contato com mucosas ou ingerido. Se os olhos forem atingidos, esse látex pode provocar perfuração da córnea e, conseqüentemente, cegueira.

Nos casos de ingestão da planta, é necessária a realização de uma lavagem gástrica, com posterior administração de carvão ativado, laxantes e de analgésicos.

Curiosidades

Bastante difundida nos estados brasileiros de Minas Gerais e Bahia, também recebe os nomes de Dois-amores, Bem-casados ou Dois-amigos, em razão do fato de suas flores, pequenas, pedunculadas, com brácteas de cor vermelha bem acentuada, surgirem sempre aos pares, em cimeiras terminais.