Ipê

ipê - tabebuiaAs espécies deste gênero são importantes como árvores de madeira. A madeira é usada para mobília e outros usos ao ar livre. É mais densa do que a água.

É cada vez mais popular como um material de “decking” devido a sua resistência contra insetos e sua durabilidade. Em 2007, a madeira certificada do ipê tinha-se tornado prontamente disponível no mercado.

O Ipê é amplamente utilizado como a árvore decorativa nos trópicos em jardins, nas praças públicas e os bulevares devido à sua florescência impressionante e colorida. Muitas flores aparecem em hastes imóveis no fim da estação seca, fazendo a exposição floral mais conspícua. São úteis como plantas de mel para abelhas, e são popular com determinados colibris A casca de diversas espécies tem propriedades médicas. A casca é secada e fervida então fazendo um chá amargo ou ácido-gosto acastanhado-colorido. O chá da casca interna de Ipê rosa (T. impetiginosa). É um remédio erval é usado tipicamente durante a gripe e a estação fria e facilitando a tosse do fumante. Trabalha aparentemente como o expectorante, promovendo os pulmões para tossir e livrar do muco e contaminadores profundamente encaixados.

São dotadas de lenho muitíssimo resistente à putrefação. Sua madeira, ainda, é muito dura, e resistente, ela é branca, levemente rosada, uniforme, leve, macia e durável, própria para marcenaria fina. O ipê é considerado árvore nacional.

Tabebuia é o gênero neotropical mais comum da família Bignoniaceae.

Algumas espécies desse gênero são conhecidas, no Brasil, por ipê e pau-d'arco, e produzem farta floração, que pode ser de várias cores.

Espécies
São 253 espécies, com várias cores de flor. Nem todas são conhecidas popularmente como ipê.

Fonte: Wikipédia